Dando sequência ao trabalho de vistoria e assistência humanitária aos municípios catarinenses atingidos pelo ciclone extratropical da última terça-feira, o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, e o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC), João Batista Cordeiro Junior, estiveram no sábado, 04, na Região Sul do Estado. Em passagem pelos municípios de Praia Grande, Timbé do Sul, Treviso e Laguna, se reuniram com prefeitos e autoridades locais.
Depois de conversar com os gestores, o secretário Alexandre Alves reconheceu que o desastre trouxe consequências muito importantes para os municípios. Segundo ele, a possibilidade de visitar os locais onde as pessoas realmente sofreram o impacto do fenômeno, reforça a necessidade de se agir com rapidez. Alves ainda destacou a qualidade do trabalho da Defesa Civil estadual no processo.
“A gente percebe, mais uma vez, o preparo da Defesa Civil e do Governo do Estado de Santa Catarina, quando chega aqui em Treviso e observa que os materiais para reparo já foram entregues, garantindo conforto e assistência humanitária à população. Isso com certeza levarei como exemplo para os demais estados brasileiros”, disse.
O chefe da Defesa Civil estadual, João Batista Cordeiro Jr, explica que o governador Carlos Moisés exigiu essa resposta rápida logo no início. “Ele disse desde o início que iríamos com recursos próprios resolver a questão da assistência humanitária, para depois discutir a reconstrução dos municípios atingidos”, revela. O chefe da defesa Civil também atribui a agilidade no atendimento à organização financeira. “Com o sistema de registro de preços, já existem contratos firmados para que no caso de sinistro o atendimento seja imediato”.
João Batista reforçou, mais uma vez, a importância dos municípios darem agilidade ao levantamento dos prejuízos, para garantir eficiência e rapidez no atendimento humanitário, nesse primeiro momento, e posteriormente com o apoio na recuperação das perdas.

Prefeitos reconhecem empenho

O prefeito de Treviso, Jaimir Comin, se disse surpreendido com a visita do secretário Nacional, Alexandre Alves, assim como a presença do chefe da Defesa Civil estadual, João Batista. Também destacou a rápida resposta do Estado, uma vez que o município já havia recebido um carregamento de telhas para reparo das casas danificadas. “Já estamos entregando as telhas a partir de hoje, para que as pequenas casas possam ser cobertas”, disse.
O prefeito de Siderópolis, Helio Roberto Cesa, destaca que os pequenos produtores rurais do município foram bastante prejudicados com a passagem do ciclone. Cesa agradeceu pelo trabalho rápido executado pelas autoridades da Defesa Civil, reconhecendo que a presença de Alves e Batista, trabalhando junto aos prefeitos da região, merece o reconhecimento de todos. “Essa atitude traz a segurança e as condições necessárias para minimizarmos o sofrimento das pessoas nesse momento”.