Penso logo existo ou penso logo crio?

Você sabia que as nossas convicções possuem a capacidade de nos deixar doentes ou nos tornar saudáveis de um momento para o outro? Já está comprovado cientificamente através, não de uma, mas de centenas de pesquisas que isto é totalmente verdadeiro, O pensamento afeta o nosso sistema imunológico e, muito mais do que isto, as convicções possibilitam a determinação de agir, o enfraquecer o nosso ímpeto. Podemos criar convicções capazes de nos tornar fortes e poderosos, ai=aumentando a nossa autoestima e fazendo com que tenhamos comportamentos que nos tornam capazes de vencer todos os obstáculos. Mas noutras ocasiões criamos convicções que limitam as nossas capacidades e são tão poderosas que podem nos deixar completamente travados, e sem ação. Você conhece pessoas que afirmam: – Eu não sei dançar. Eu tenho uma imensa dificuldade para cálculos. Definitivamente eu não nasci para falar um público. São o que chamamos de crenças limitantes, exatamente porque estas afirmações limitam as nossas potencialidades.

Existem ainda as convicções nomeadas por Anthony Robbins como globais. Elas são sobre tudo em nossa vida: a nossa própria identidade, as pessoas, a vida, o mundo, o trabalho, o dinheiro Dentro do que estamos analisando, estas convicções são grandes generalizações e, não só moldam, mas praticamente definem como será a nossa vida. Estas convicções são, com muita frequência constituídas de sou/são/ é. As pessoas são, a vida é, eu sou. Completamente assustador.

Somos cheios de convicções que nos enfraquecem e tiram o nosso poder. Mas como fazer para muda-las? Como criar novas convicções poderosas? Primeiro precisamos saber que uma vez aceitas nossas convicções são comandos inquestionáveis para o nosso sistema nervoso. Se queremos mudar a nossa vida, então é necessário assumir o controle consciente das nossas convicções, ou seja identifica-las e conscientemente reconhece-las. Uma convicção é um sentimento de certeza em relação a algo. Se você acredita que é inteligente, o que você diz, na verdade é: tenho certeza de que sou inteligente. Esta afirmação permite que você explore mais recursos internos e que tenha resultados inteligente.  O contrário também é verdadeiro, e limita os acessos aos recursos internos que geram resultados não satisfatórios. Quanto mais fazemos estes círculos de pensamento, vamos obtendo os mesmos resultados sempre.

A boa notícia é que existe solução. O primeiro passo é questionar estas convicções de maneira firme. Por exemplo, se você acha que mão é uma pessoa inteligente pode perguntar-se: Mas será que nunca, nenhuma única vez na minha vida fiz algo inteligente? Certamente a resposta será que em algum momento da sua existência você foi inteligente, demonstrou habilidades para alguma coisa. Quando questionada, a convicção fica mais fraca, então quanto mais você questionar, mais fraca ela torna-se.

Daí é só começar fazer afirmações que fortaleçam a sua identidade e a sua vida. Por exemplo, Eu sou uma pessoa muito capaz. As coisas são fáceis para mim. Posso confiar nas pessoas, O mundo é um bom lugar para viver. São apenas alguns exemplos. Repita várias vezes ao dia, e você experimentará recursos internos que você nem imaginava que possuía.

Trata-se de um exercício que necessita de prática. Não é uma mágica. Posso afirmar que muitas coisas na minha vida mudaram a partir do momento que passei a mudar as minhas convicções, Eu desafio você a experimentar, o resultados é fantástico.