O número de desempregados no Brasil foi estimado em 14,4 milhões no trimestre encerrado em fevereiro, o maior contingente desde 2012, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada na sexta-feira, 30, no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado representa alta de 2,9%, ou de mais 400 mil pessoas desocupadas em relação ao trimestre anterior, de setembro a novembro de 2020, quando o numero era de 14 milhões de pessoas.

Mesmo assim, segundo o IBGE, a taxa de desemprego ficou estável em relação ao trimestre anterior. Por outro lado apresentou alta de 2,7 pontos percentuais na comparação com igual trimestre do ano passado, quando foi estimada em 11,6%.

Trabalho informal

Os trabalhadores por conta própria, totalizam 23,7 milhões de pessoas, crescendo 3,1% na comparação com o trimestre anterior (setembro a novembro de 2020), significando o aumento de 716 mil pessoas neste contingente.

Em relação ao mesmo período do ano anterior, o indicador apresentou uma redução de 824 mil postos.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui