Em outro dia passando
Veio alguém me convidar
Pra ir na praia dos nus
Como rimador, fui lá
Dizia minha vizinha
Para quem cria galinha
Nem barulho de gambá!

Eu preciso de matéria
Pois gosto de escrever
Peguei o meus apetrechos
E saí para conhecer
Então aqui vou contar
Aquilo que vi por lá
Rimado eu vou dizer.

Município de Palhoça
A praia de Pedras Altas
Uma área de nudismo
Onde a amizade não falta
Encontro de muita gente
Chegando lá já se sente
Que a energia se exalta.

É deixar a cento e um
Na Enseada de Brito
Fica em Santa Catarina
Com trecho meio esquisito
Vaio o morro costeando
Depois na praia chegando
Lá fica tudo bonito!

Beto, Jô, filho e nora
Proprietários, gerentes
Pessoas maravilhosas
Cada uma mais boa gente
Num jeito muito educado
Vão te dando aí os dados
Na tua casa te sente!

Eu também para ir lá
Precisou muito apelo
Ao fazer a tentativa
Arrepiava o cabelo
Resolvi ter o capricho
Pois nunca corri do bicho
Sem primeiro ver o pelo!

Todos lá me receberam
Me dando toda atenção
Eu também fiz o que pude
Usando de educação
Daquele povo despido
Fui ficando conhecimento
Na maior satisfação!

Costeando beira mar
Vai descobrindo surpresa
Mar, nudez, mata, montanha
Formando aquela beleza
E para melhor ficar
Podia bem se chamar
Recanto da natureza!

Um recanto ecológico
Do barulho separado
Aquele lindo rochedo
Os nus ali misturados
Com a roupa de nascença
Estando la não se pensa
Que o mundo tem outro lado.

No começo se estranha
É um pouco diferente
Vendo aquele povo nu
Parece coisa indecente
Faz parte de nossa vida
De mais nada se duvida
Basta ter uma boa mente!

O que precisa por lá
Eu posso dar a receita
É ter a mente sadia
Que torna a cabeça feita
Deixar malícia de lado
Ser maduro, não tarado
O resto a gente ajeita!

O meu forte é fazer rimas
Faça calor, faça frio
Tenho trabalho espalhado
Com muito sucesso e brio
Meu endereço a vocês
Moro em vila Japonês