Existiu um certo sábio
De muita sabedoria
Sempre era convidado
Então palestra fazia
Prestativo, inteligente
Por lugares diferentes
Palestrando ele vivia.

Tinha ele um motorista
Bastante capacitado
Acompanhava o mestre
Em tudo, muito educado
Pras viagens do patrão
Com muita disposição
Sempre estava preparado.

Dia e noite os dois amigos
Os lugares visitando
Lotados sempre os salões
E o sábio palestrante
E num silêncio profundo
O motorista no fundo
De pé atento escutando.

Os amigos construíram
Verdadeira amizade
Motorista com o patrão
Já se sentia a vontade
Uma coisa lhe afligia
Pra falar o que sentia
Tomou ele a liberdade.

Acompanho suas palestras
Há muito tempo já faz
Aquilo que o senhor fala
De fazer eu sou capaz
Se acaso permitir
O senhor vai assistir
Como eu faço, lá atrás.

O sábio bem respondeu
Então não seja por isso
Nesta palestra de hoje
Eu lhe passo o compromisso
Para mim é alegria
Nem que seja por um dia
Eu poupo este serviço.
A palestra começou
Ele se saindo bem
Tudo que ouviu do mestre
Ele passava também
Foi começando tremer
Quando foi pra responder
A pergunta de alguém.

Mas não se deu por vencido
Disse – é fácil demais
Pra responder a pergunta
O motorista é capaz
Nesta hora ele acenava
Para o cara que estava
Assistindo lá de trás.

Nesta hora os dois artistas
Trocaram de posição
E o verdadeiro sábio
Logo entrou em ação
Motorista descarado
Não ficou prejudicado
Resolvendo a situação.

Neste mundo que vivemos
Precisamos ser ativos
Não resolve só escola
Formação e supletivo
Pra que tudo saia bem
Nós precisamos também
Ser bastante criativos.

O motorista mostrou
Ser artista de verdade
Escapou-se do apuro
Com muita facilidade
Não perdeu a sua fama
Na verdade isso se chama
Pura criatividade

Assim prezados leitores(as)
Mais uma história escrevi
Que leiam e tirem proveito
A todos eu peço aqui
Se tenho o dom de rimar
Então preciso mostrar
O que na vida aprendi.