O Jubileu de Ouro da Cooperja foi celebrado na última sexta-feira, 30 de agosto com uma grande comemoração. O evento em homenagem aos 50 anos da Cooperativa iniciou às 17 horas, no CDC (Campo Demonstrativo Cooperja), em Jacinto Machado. Na sequência ocorreu a solenidade oficial, com os discursos e homenagens ao incentivador que deu início a esta grande Cooperativa, o Dr. Joaquim Pedro Coelho, aos sócios-fundadores, aos associados atuais, aos colaboradores atuais e aposentados, representantes e parceiros; apresentação do audiovisual produzido especialmente para esta ocasião e sorteios de brindes como televisores, condicionadores de ar, motos, automóvel e um trator. Foram momentos especiais e muito emocionantes.

Toda a festa foi regada a muita alegria e servido ao público uma deliciosa paella. Mais de 4 mil pessoas foram convidadas para esta grande festa. O som de Marília Dutra deu um tom ainda mais especial e o show nacional de Michel Teló foi o maior presente a todos que comemoraram com a Cooperja, seu aniversário. No total, mais de 6 mil pessoas prestigiaram o show, que foi aberto ao público e contemplou gratuitamente toda a comunidade.

O presidente da Cooperja, Vanir Zanatta, que está a frente da Cooperativa há 30 anos se emocionou em vários momentos. Relembrou acontecimentos bons, os desafios e a felicidade de poder comemorar este marco. “Nossa história foi iniciada por pessoas de muita coragem. E continuou sendo escrita por homens e mulheres que acreditaram num sonho maior, de ajuda mutua e cooperação. Hoje somos o que somos, porque alguém plantou a semente em terra fértil. Já participamos da vida da comunidade em vários municípios e queremos avançar mais. Está em nosso planejamento estratégico, dobrar o tamanho da Cooperja até 2024, quando ela completará 55 anos, passar de R$ 500 milhões para R$ 1 bilhão de reais em faturamento. Ou seja, crescer 50 anos em 5. Esse é nosso propósito. Crescimento com responsabilidade, sem esquecer as origens. Nossos associados e clientes merecem o melhor. Por isso trabalharemos nesse foco”, afirma Zanatta
“Estou aqui com o privilégio de representar as mulheres colaboradoras da Cooperja. Esta empresa foi onde tive meu primeiro emprego e desde então se passaram quase 30 anos. Comecei a trabalhar como caixa da loja agropecuária, depois passei por outros setores do administrativo e atualmente faço parte da equipe do financeiro. Lembro que no início, as filiais eram: uma loja e um depósito em Praia Grande, e em Jacinto Machado tinha uma loja, o escritório e a indústria. Agora contamos com 30 filiais, nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Quando cooperamos os projetos se tornam mais fáceis de serem executados, as mudanças se tornam mais simples de realizar e as dificuldades se tornam grandes oportunidades de aprendizado e evolução”, declarou a colaboradora Ivanir Savi em seu discurso.

Os presentes foram convidados a refletir sobre, como pensam estar e, como pensam que a Cooperja estará daqui 10 anos. Puderam escrever e depositar seus sonhos e pensamentos em um baú do tempo, o qual será aberto quando este prazo se completar.
A Cooperja conta hoje com unidades de recebimento e beneficiamento de arroz; beneficiamento de sementes; recebimento e comercialização de maracujá e banana; posto de combustíveis e TRR; Supermercados; Indústria de rações; Lojas Agropecuárias e; Centros de distribuições. Exporta para diversos países e está presente no lar de mais de 1.800 famílias associadas, 700 famílias de colaboradores e milhares outras que estão ligadas indiretamente ao ciclo de trabalho da Cooperativa.