No mês de março deste ano, 30 famílias do bairro Urussanguinha, receberam suas regularizações

O sonho de ter o imóvel regularizado, se concretizou na noite desta quinta-feira, dia 4, para 93 famílias de Araranguá. Foi através dos trabalhos da Administração Municipal, juntamente com a empresa Incogen do Brasil, que possibilitou as entregas destas novas escrituras. Este momento, pode se tornar o maior projeto de regularização fundiária, já realizado no município.

A Regularização Fundiária Urbana ou Reurb, nada mais é, do que dar conformidade jurídica que formaliza as estruturas de habitação, terrenos e empreendimentos, que ainda não possuem escritura pública.

Segundo Otoniel Goulart, Coordenador e Presidente da Comissão de Regularização Fundiária do município, “Este é um momento muito significativo para os araranguaenses, principalmente para as famílias beneficiadas”, destaca.

A comissão também é composta, por José Roberto Ostetto, Advogado da Procuradoria do Município e por João Vitor Martins, Engenheiro Civil.

Com a matrícula do titular do imóvel em mãos, o cidadão pode fazer financiamentos de reforma ou ampliações em programas sociais ou até mesmo, realizar venda ou troca com segurança. Confira os bairros que foram beneficiados nesta entrega:

7 unidades no Arapongas;
7 unidades na Coloninha;
12 unidades na Sanga da Toca I;
32 unidades na Cidade Alta;
35 unidades na Sanga da Toca II.

No mês de março deste ano, 30 famílias do bairro Urussanguinha, receberam suas regularizações. Conforme a continuidade dos trabalhos, mais de 1.000 escrituras serão entregues em todo o município.



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui