Imagem Ilustrativa

Após receber denúncias e averiguar a situação, a Polícia Civil de Balneário Arroio do Silva e a Polícia Militar Ambiental de Maracajá, flagraram na manhã desta sexta-feira, dia 20, crime ambiental na Vila Dona Isabel, em Balneário Arroio do Silva, resultando na prisão de um pastor, do proprietário do terreno e de um idoso contratado para a realização do aterro.

Por volta das 09 horas, as polícias foram ao local e flagraram uma máquina retroescavadeira realizando aterro em uma área de preservação permanente de mata nativa. “Esta é uma área de mata atlântica e para realizar qualquer tipo de atividade é necessária licença ambiental, o que não era o caso de hoje”, asseverou o Cabo Filipe da PMA, salientando que além do dano na mata atlântica, tem a disposição irregular dos resíduos que, também precisa de autorização.

O Coordenador da Divisão de Investigação Criminal de Araranguá, Jair Pereira Duarte, informou ao Portal Agora que já estava ocorrendo o monitoramento do local. “O local já estava sendo monitorado pela DPMU do Arroio e hoje pela manhã ocorreu o flagrante, acionando a Polícia Militar Ambiental e o Departamento Municipal do Meio Ambiente. Ao todo, três homens foram presos: o proprietário do terreno, o pastor que queria construir a igreja e o dono da máquina contratado pelos dois para aterrar o local”, ponderou o coordenador da DIC.

A retroescavadeira foi apreendida e os três homens foram presos em flagrante por crime ambiental. Eles foram autuados pelo Art. 38-A. da Lei de Crimes Ambientais – Destruir ou danificar vegetação primária ou secundária, em estágio avançado ou médio de regeneração, do Bioma Mata Atlântica, ou utilizá-la com infringência das normas de proteção e ainda pelo artigo Art. 54 da Lei de Crimes Ambientais – V– Ocorrer por lançamento de resíduos sólidos, líquidos ou gasosos, ou detritos, óleos ou substâncias oleosas, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou regulamentos. Todos estão à disposição da justiça.

De acordo com o Sargento Sander da PMA, o município de Balneário Arroio do Silva constantemente vem sendo objeto de denúncia, sendo todas averiguadas pela Polícia Militar Ambiental.

Com Informações do Agora Sul