Aulas presenciais da rede municipal do extremo sul retornam dia 16 de março.

Os prefeitos da AMESC (Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense) estiveram reunidos com os promotores Diogo André Matsuoka A. dos Santos, da 1ª Promotoria de Araranguá, e Joel Zanelato, da Promotoria de Sombrio, nesta quarta-feira (03/03). Foram levantados debates referentes a situação da covid-19 e no qual ficou alinhado que as aulas da rede municipal de ensino retornam de forma presencial no dia 16 de março, sendo que Maracajá retornará presencial no dia 8. Apenas se o estado de Santa Catarina tiver um decreto maior de lockdown a definição não entra em vigor.

 

Segundo o presidente da AMESC, prefeito de São João do Sul, Moacir Francisco Teixeira, os prefeitos mantém um momento de cautela, ouvindo as autoridades, analisando decretos e população. Neste momento, além dos promotores presenciais, estavam na reunião de forma online o promotor público estadual João Luiz de Carvalho Botega e promotor da Comarca de Turvo, Mateus Erdtmann, e ainda representantes da saúde, educação, assistência social e jurídicos dos 15 municípios, bem como membros da diretoria do Hospital Regional de Araranguá, a fim de assinalar a situação sobre o coronavírus na região.

 

Os promotores ressaltaram a importância das definições que a AMESC tem tomado de forma colegiada. Para eles, a estruturada organizada e o trabalho regionalizado trazem ganhos. A reunião teve o intuito de promover reflexões sobre a saúde coletiva da sociedade, já que tanto os gestores públicos quanto o Ministério Público preveem a qualidade de vida da população. Todos possuem consenso das dificuldades quanto a tomada de decisões.