A proposta de reajuste de 4,5% para todos, aumento no vale alimentação  de R$ 200,00 para R$ 225,00 e, a  inclusão do Piso da Enfermagem no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), deve ser avaliada  pelos mais de 3 mil  trabalhadores atuando nas instituições administradas pelo  Instituto Maria Schmitt (IMAS) de Criciúma e vale do Araranguá. As Assembleias acontecem nos locais de trabalho nesta quarta-feira, 03 de abri,  conforme cronograma:

No Hospital Regional de Araranguá às 07h e 13h; no Hospital  Dom Joaquim de Sombrio às 9h;no Hospital Santo Antônio de Timbé do Sul às 11h; no Hospital São Marcos de Nova Veneza às 14h30; na Upa Rio Maina às 16h; na Upa de Cocal do Sul às 18h e na Upa da Próspera às 19h.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e região (Sindisaúde),  Cléber Ricardo da Silva  Cândido, explica que  após três rodadas de negociação, o Sindicato irá consultar os trabalhadores e trabalhadoras para avaliarem e decidirem se aceitam ou não a proposta do IMAS encaminhada na reunião da segunda-feira,01 de abril.
Já em Criciúma, uma nova rodada com o Sindicato Patronal Sinessul  para a negociação dos demais hospitais e empresas de saúde da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) será realizada dia 04 de abril, quinta-feira, às 14h30 no Hospital São José em Criciúma. A data-base da categoria é 1º de março.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui